Curtiu??? Então marca aí!!!

Instagram

sábado, 8 de março de 2014

Diário de Gravidez - 25 Semanas de muito amor!!!!

Heeello Cats!!!

Ontem completei 25 Semanas de gestação do Miguel e pra mim esta é a melhor fase da gravidez. Tenho sentido meu bebe mexer bastante e a barriga esta ficando cada vez maior. Toda grávida tem orgulho em mostrar seu barrigão e euzinha não sou diferente, adoro exibir pra azamigues!!!
Desde de quando fiquei grávida venho fazendo uma série de posts sobre minha gravidez, acho válido dividir a experiência com vocês. Portanto, as dicas de hoje é para as mamães que se encontram no 2° trimestre de gestação, assim como eu. Retirei essa lista de providências do site Baby Center, vamos conferir: 

Lista completa de providências para a gravidez: 2o trimestre

Use esta lista para organizar tudo o que precisa fazer durante o segundo trimestre da sua gravidez (dos 3 aos 6 meses), desde pesquisar cursos de pré-natal, ir ao dentista, planejar o chá de bebê...
Não se preocupe em executar todos os itens. O objetivo da lista não é estressar você, mas sim ser um guia prático para ajudá-la em meio a tantos preparativos para a chegada do seu bebê.

Se ainda não começou, procure uma atividade física

Caso você ainda não tenha iniciado alguma atividade física regular, agora é a hora de começar. É claro que o ideal é participar de uma aula especial para gestantes. Além de encontrar outras futuras mamães, fica mais difícil "cabular" a aula na hora da preguiça.

Se não for possível, você pode, pelo menos, começar a fazer caminhadas.

Existem muitas opções de atividades que são boas para grávidas. Além da clássica hidroginástica, há também ioga, Pilates, grupos de caminhada ou até uma dança leve.

Comece a tomar um multivitamínico

Nos três primeiros meses da gravidez, os médicos costumam receitar apenas o ácido fólico, mas a partir do segundo trimestre, quando o enjoo costuma melhorar, normalmente orientam que a grávida tome um suplemento vitamínico específico para quem está esperando bebê ou amamentando.

Esse suplemento contém ferro, para evitar uma possível Anemia

Conheça os exames específicos do segundo trimestre

Nesta fase, as consultas de pré-natal costumam ser uma por mês, a não ser que haja alguma complicação que exija cuidado especial. Você vai provavelmente fazer exames de sangue, como o de glicemia para detectar diabete gestacional.

Também existe a possibilidade de fazer exames mais específicos ainda, como a amniocentese, que detecta anormalidades genéticas no bebê, se houver alguma suspeita de risco.

Você também fará o ultrassom morfológico, em que cada órgão do bebê é medido e analisado.

Compre ou pegue emprestado roupas de gestante

Em geral, as grávidas começam a procurar roupas de gestante entre as 12 e as 18 semanas. Mesmo que sua barriga ainda não esteja muito grande, algumas peças curinga como uma calça com elástico vão fazer você se sentir bem mais confortável.

Não compre muita coisa ainda. Você não sabe exatamente para que lado vai "crescer", se suas costas vão aumentar muito ou não, se as pernas vão inchar...

Se tiver amigas ou parentes que estavam grávidas há pouco tempo, não tenha vergonha de pedir roupas emprestadas. Qualquer grávida fica feliz de ver que aquela roupa tão cara teve pelo menos mais uso que uns poucos meses.

Veja se vai querer contratar alguém para ajudar no parto

Doulas e parteiras (ou obstetrizes) são profissionais especializadas em acompanhar o trabalho de parto. O trabalho delas começa em casa, antes da ida ao hospital, e elas podem ficar com a grávida durante as horas de contrações na maternidade.

O costume não é mais muito comum no Brasil, mas o governo vem incentivando o trabalho dessas profissionais, como auxílio ao parto normal e à humanização do atendimento hospitalar. Planos de saúde já cobrem os serviços delas.

Informe-se com seu médico, com suas amigas e com outras grávidas para saber se é algo que você gostaria de fazer. Pesquise preços e hospitais que aceitam doulas e obstetrizes como acompanhantes, ou que até ofereçam o serviço.

Faça alguma atividade bem "de adulto"

Sim, você só consegue pensar no bebê, em coisas para bebê. Seu mundo gira em torno disso. Mas aproveite para dar um tempo e fazer coisas que só uma pessoa que não tenha um bebê pequenininho em casa pode fazer.

Vá a um show, encare uma balada, vá ao cinema, de preferência à noite. Passeie tranquilamente olhando vitrines, por quanto tempo quiser, sem nenhuma pressa. Viaje para um lugar sem nenhuma estrutura, passe o dia na praia ou no parque...

Não é que você não vai poder fazer essas coisas depois que o bebê chegar. É só que agora tudo está BEM menos complicado!

Capriche na hidratação da pele da barriga

Você pode até ter começado a passar algum tipo de hidratante ou óleo na barriga para tentar evitar as estrias, mas com o passar do tempo às vezes se perde o entusiasmo. Não vacile agora, porque é neste momento que a pele vai começar a esticar mais.

Passar hidratante ou óleo pode não evitar as estrias, mas pelo menos evita que a pele fique seca e coçando, além de ser um momento gostoso entre você e seu bebê.

Chegue mais perto de decidir o nome

Mesmo que você ache que o nome já está escolhido, este é o momento para pensar bem nele e, se quiser, até mudar de ideia.

Quando se fica sabendo o sexo do bebê, as coisas ficam mais reais, e de repente aquele nome decidido desde antes de engravidar começa a não encaixar tão bem.

Confira também se o nome que vocês amam não virou um dos mais usados hoje em dia, o que pode ter algumas repercussões na vida do seu filho.

Se vocês ainda não decidiram, uma ideia é cada um de vocês, você e o pai do bebê, fazerem uma lista, sozinhos, dos dez nomes que mais gostam. Então vocês trocam as listas e vetam os nomes de que não gostam de jeito nenhum. Continuem fazendo isso até que a lista tenha ficado com menos nomes

Pense se vai precisar de um plano B para saber o sexo

Esta é a fase em que a maioria das mamães finalmente descobre o sexo do bebê, normalmente no ultrassom morfológico, pedido pelo obstetra por volta da 20a. semana. Mas, às vezes, o bebê não colabora e fica o tempo todo de costas ou com as perninhas fechadas.

Informe-se se vai ter mais ultrassons depois do morfológico, e pense o quão importante para você é descobrir logo se vai ter menino ou menina. Talvez você possa pensar numa decoração de quarto mais neutra, o mesmo para o enxoval, enquanto não descobre.

Ou então, se estiver muito ansiosa, pode descobrir clínicas que fazem ultrassons a preço baixo, ou pedir ao médico um novo pedido de ecografia.

Cuidado para não confiar em probabilidades do tipo "70% de chance de ser menina", para não ter de trocar todo o enxoval depois, como já aconteceu com algumas leitoras 

Faça um diário dos seus sonhos malucos

Você provavelmente não imaginava que sonhos estranhos fossem um dos efeitos colaterais da gravidez, imaginava? Um dos motivos é que você acorda com mais frequência na fase de sono REM, quando acontecem os sonhos -- seja para mudar de posição, para fazer xixi ou por causa da cãibra ou da azia.

Depois você vai se divertir relembrando os sonhos estranhos que teve nesta fase.

Pesquise cursos de pré-natal

Informe-se sobre se há algum curso de pré-natal perto de onde você mora, quais são os horários e os preços, quais são as recomendações. Maternidades costumam oferecê-los (não precisa ser na maternidade onde você dará à luz). Postos de saúde muitas vezes promovem encontros de grávidas com orientações nos dias de consulta, nas salas de espera.

Converse com o pai do bebê sobre o assunto, porque muitas vezes os cursos são voltados para casais. As vagas podem ser escassas, e é melhor começar o curso ainda no segundo trimestre da gravidez, quando você não está tão pesada.

Conheça as maternidades e decida onde vai dar à luz

Marque visitas, pesquise indicações de mães que já tiveram bebê na sua região, converse com seu médico, faça muitas perguntas sobre possíveis custos extras, informe-se com seu plano de saúde, se tiver.
Não pergunte só sobre as instalações e sobre o tipo de parto. Questione também sobre a ajuda à amamentação depois que o bebê nascer, se ele fica no quarto ou não, se há comida e lugar para dormir para o acompanhante, se homens podem permanecer no quarto no caso de enfermarias etc.

Faça um planejamento financeiro

As despesas já começaram, e só vão aumentar a partir de agora. Uma das coisas que pouca gente pensa é fazer um seguro de vida. Calcule como vai fazer para pagar a escolinha do bebê ou uma babá, se for precisar.
As despesas com a limpeza da casa vão aumentar -- ponha na ponta do lápis um dia a mais de faxina, por exemplo.
Se tem plano de saúde, informe-se sobre a inclusão do bebê e quanto vai ter de pagar de mensalidade a mais. Pergunte a quem já tem filhos sobre as despesas com fraldas, pediatra etc.
Caso tenha vontade de parar de trabalhar depois que o bebê nascer, leve os novos gastos em consideração para ver se um salário só vai mesmo ser suficiente para manter sua família

Comece a pesquisar opções de onde deixar o bebê

Parece muito cedo, mas é agora que você tem a tranquilidade para visitar escolinhas, conversar com amigas e avaliar as opções para deixar seu bebê quando for voltar a trabalhar. Não precisa tomar nenhuma decisão neste momento. Apenas se familiarize com as possibilidades, para tê-las na cabeça na hora em que tiver que decidir.

Coloque a mão na massa para planejar o quartinho

No segundo trimestre, até a 27a. semana de gravidez, você já precisa ter tomado algumas providências para não se estressar com a montagem do quartinho do bebê -- principalmente se for dar à luz logo depois de um período de férias ou feriados, que podem atrasar as entregas.

Se tiver alguma obra para fazer na casa, comece o quanto antes. Reforma e recém-nascido não combinam, e reforma quase sempre atrasa. Pesquise temas e cores e já decida mais ou menos como vai fazer o quarto. Faça com que até o fim deste trimestre o piso e a pintura do quarto estejam prontos.
Bata perna para pesquisar os móveis e já encomende pelo menos berço e cômoda se o prazo de entrega for longo. Procure bastante na Internet os itens maiores de decoração, como cortina, tapete, jogo de berço, se for usar.

Prepare o irmão (ou irmãos) mais velho

Se você já tem filhos, a chegada do bebê pode virar a vida deles de cabeça para baixo. Mas você ainda tem alguns meses para acostumá-los à ideia.
Outra providência essencial é pensar no esquema para que alguém ajude a tomar conta deles enquanto você está no hospital, e para dar uma mão naqueles primeiros dias mais confusos.

Prepare seus bichinhos de estimação

Comece a se informar desde já sobre como preparar seu gato, cachorro ou outro animalzinho para a chegada do novo morador da casa. É importante que você saiba o que fazer para que ele respeite o bebê, e também para que não se sinta rejeitado.

Tome providências também sobre os dias em que vai estar no hospital: vai dar para deixar seu animal em casa ou é melhor que ele fique em outro lugar? Lembre-se também que, no caso de cachorrinhos, você talvez não possa levá-lo para passear nos primeiros dias, em especial se tiver feito uma cesariana.

Vá ao dentista para uma revisão

Especialistas recomendam que se faça uma limpeza nos dentes durante a gravidez. Estudos têm mostrado que doenças na gengiva podem prejudicar a gestação e até causar parto prematuro.

Sempre avise o dentista de que está grávida.

Comemore a metade do caminho

Com 20 semanas, você terá chegado à metade da gravidez, um ótimo motivo para celebrar. Programe uma ida ao salão, ou aproveite para comprar uma blusinha que mostre bem a sua barriga.

Manter o bem-estar faz bem não só para você, mas para o bebê também.

Comece a dormir de lado

Se você está acostumada a dormir de barriga para cima, comece a se acostumar a dormir de lado, de preferência sobre o lado esquerdo, porque essa posição favorece a circulação do sangue para a placenta e pode reduzir o inchaço.
Para que a posição fique mais confortável, experimente colocar um travesseiro extra no meio das pernas.

Faça exercícios para o assoalho pélvico

Os chamados exercícios de Kegel são feitos ao se repetir várias vezes o movimento muscular que você faria se estivesse fazendo xixi e precisasse parar no meio. Têm a grande vantagem de poder ser feitos em qualquer lugar, a qualquer hora, e não serem cansativos.

Eles ajudam na preparação para o parto, na prevenção de escapes de urina e até na sua vida sexual.

Pesquise itens de enxoval

Como você provavelmente vai ganhar muita coisa, é melhor não sair comprando muito de uma vez. Familiarize-se com as listas de enxoval e vá pesquisando preços e tipos de roupinhas.
Para itens maiores, como carrinho ou cadeirinha de carro, é bom pesquisar muito, porque há enormes variações de preço, de qualidade e de tecnologias. Você não precisa fazer a compra definitiva agora, mas é bom conhecer os produtos.
Lembre que parentes próximos e amigos podem ter itens muito pouco usados que podem representar uma bela economia nas suas despesas de enxoval.

Informe-se sobre a licença-maternidade

Se você vai sair de licença-maternidade, converse com seu patrão ou a área de recursos humanos da sua empresa agora, não deixe para mais tarde. Veja que documentos precisa apresentar, se sua empresa participa ou não do programa Empresa Cidadã, que garante seis meses de afastamento em vez de quatro, se vai poder juntar férias à licença ou não.
Caso trabalhe em equipe, inicie um planejamento sobre quem vai substituir você e que projetos precisa terminar. Se trabalha como autônoma, pegue informações sobre seus direitos junto ao INSS.

Tire sua aliança e outros anéis

É normal que os dedos inchem um pouco (ou muito!) conforme a gravidez avança. É bastante comum que futuras mamães acabem ficando com o anel entalado no dedo. Se sua aliança está justa, é melhor tirá-la agora. Se você não quer ficar sem ela, coloque-a numa correntinha e leve-a no pescoço, ou simplesmente guarde em uma caixinha de joias.
Caso já seja tarde demais e a aliança esteja entalada, tente tirá-la à noite, e não de manhã cedo, porque as mãos amanhecem mais inchadas.

Pense em uma viagem a dois

O segundo trimestre da gravidez é uma ótima fase para viajar. O mal-estar do começo da gestação já melhorou, e a maioria das mulheres se sente com mais energia. No final do sexto mês, perto das 30 semanas, você vai começar a se cansar fácil e a se sentir desconfortável.

O segundo trimestre da gravidez também é considerado o melhor em termos de vida sexual, portanto uma viagem romântica vem a calhar

Decida se vai fazer chá de bebê

Tudo bem que o costume é alguém oferecer o chá de bebê para a grávida, mas hoje em dia é difícil não haver nenhuma participação da futura mamãe no planejamento da festa. Esta é a hora de pensar: você quer fazer chá de bebê? Onde? Só para mulheres ou com homens? Com todo tipo de presente ou só com fraldas? Vai ter lista? Vai ter brincadeira?

Não deixe o chá de bebê para a última hora. Programe-o para antes da 35a. semana, para não correr o risco de ter de cancelá-lo para ir ao hospital!

Evite atividades perigosas

Agora que sua barriga está maior, você vai precisar evitar atividades e esportes que possam causar impacto no seu abdome, ou facilitar sua perda de equilíbrio. Isso inclui andar de moto, praticar esportes onde haja contato físico, surfar ou andar em brinquedos de parques de diversão.

Capriche na alimentação

No segundo trimestre, você precisa de 300 calorias extras por dia para abastecer o crescimento do seu bebê.

Sobre o Autor:
Anita Anita: Blogueira, viciada em doces, internet, sapatos, City Ville, Cultura Pop. Serva de Deus, ama sua família, seus amigos e seus animais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...